Como a depressão chegou? Eu não sei te dizer!

Querida leitora

Tenho postado com uma certa frequência sobre como a corrida me ajudou a deixar de tomar meu antidepressivo. E com isso as minhas redes sociais ficaram movimentadas e claro que a pergunta que não quer se calar apareceu! Mas você teve depressão? Nem parece ! Não consigo te imaginar deprimida.

Eu não consigo me lembrar em que momento tive a certeza que estava sim dentro de um quadro depressivo, e também não me lembro como ela chegou. A tal depressão é um tanto quanto surrateira e chega e se instala sem ser convidada.

Me lembro que achava que estava de TPM, já que é muito comum ficar tristonha nessa fase. Mas essa TPM não me largava e nos dias seguintes a dor no peito foi ficando intensa e o sono não vinha com nada , nem com remédios. Além disso minha fome  sumiu e o ponto mais critico foi quando não tinha vontade de fazer mais nada. Sabe aquela luz no final do túnel , ela havia se apagado totalmente.

Prantos com horário marcado, sim pela manhã e ao entardecer ! Meus dias foram marcados com muitos prantos.

E sabe o que é mais surreal nisso tudo? Meus amigos não acreditavam que eu estava passando por isso, achavam que era frescura , TPM novamente e que ia passar. Alguns nem vieram me ver, mesmo sabendo que isso iria me ajudar muito. Mas eu super perdoo , eles não tinham o mesmo conhecimento que eu . Afinal de contas cresci ouvindo essa palavra assombrar minha casa quando pequena.

Mas sabe de uma coisa ! Você pode se fazer de vítima uma vida toda e simplesmente ficar contando essa história triste por aí, mas eu resolvi tirar boas lições dessa fase da minha vida.

E dentre elas , pois foram muitas “Sua cabeça desiste primeiro que seu corpo”.

Fui pra terapia, tomei meus remédios, eles são essenciais para o momento da crise,não subestime. E resolvi que ia melhorar e que não queria que essa fosse a minha história e assim fiz!

Parece fácil, mas a caminhada foi longa! Todos nós tememos um câncer físico, mas posso dizer a depressão é o câncer da alma e merece toda atenção !

Vou dar algumas dicas que foram importantes para mim e espero assim ajudar alguém que por ventura esteja lendo este post. Pode ser você mesma (o), uma amiga, mãe ou namorada !

  • O médico é essencial nesse momento , não tem como ficar sem medicamento, jogue fora todo e qualquer pré conceito que você tenha sobre eles
  • Tome sua medicação certinha não pule, falte ou desista. Você vai parar um dia, é uma fase
  • Fique perto, muito perto de quem ama você de verdade
  • Quando a medicação começar a fazer efeito, as coisas vão começar a clarear. Então é hora de fazer algo que goste. Eu me matriculei num curso de maquiadora e olha o que me rendeu? Esse blog maravilhoso, que hoje tanto me orgulho.
  • Procure alimentar sua alma, nossa isso é muito importante. Estou falando da alma, não de religião.
  • Auto conhecimento ajuda muito! Terapia … não tenha pré conceitos novamente. Isso não é frescura, é libertação.
  • E por ultimo atividade física , essa sim vai ser sua verdadeira arma contra a depressão. E aqui entrou a minha corrida, que hoje não abro mão.

Eu li uma frase em um livro que dizia assim , a depressão pode ser uma oportunidade para seu auto conhecimento.E foi exatamente o que aconteceu comigo. Hoje sei quem sou, o que quero para mim, e principalmente sei o que não quero.

E se você me permite um conselho cara leitora seria escreva sua história e não deixe que ninguém e nada faça você desistir da sua vida e dos seus sonhos. Se você não cuidar de você ninguém vai fazer isso.

Beijos e até o próximo post.

 

Créditos da foto: http://www.leandroteles.com.br/tag/depressao/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *